Doenças autoimunes, o que são?

Atualizado: 14 de jul.

A Oncotrata possui o Centro de Infusões, especializado em terapias para tratar doenças raras e autoimunes, que estão ligadas as áreas da reumatologia, dermatologia, entre outras. Porém, quando o assunto são as Doenças Autoimunes, ainda existe muita dúvida, por isso, convidamos a Médica Reumatologista do Corpo Clínico da Oncotatra, Dra. Barbara Mendes, para responder as principais perguntas que chegaram até nós pelo @Oncotrata.

1. O que são doenças autoimunes?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Em termos simples para a população leiga, o sistema imunológico é o responsável por nos defender contra infecções (vírus, bactérias, fungos) e células neoplásicas. Nas doenças autoimunes, nossas células responsáveis por essa defesa passam, de forma inapropriada, a interpretar nosso próprio organismo como um “alvo” a ser combatido e isso gera inflamações em diversos órgãos a depender de qual doença o paciente for desenvolver.


2. Quais as mais conhecidas?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): As doenças autoimunes podem se apresentar em diversos órgãos e algumas vezes são tratadas por mais de uma especialidade médica. Na reumatologia as autoimunes e auto inflamatórias mais conhecidas são Artrite Reumatoide, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Síndrome de Sjögren, Artrite Psoriásica, Esclerodermia Sistêmica, Espondiloartrites, Artrite Reativa, Vasculites, Polimialgia Reumática, Doença de Behcet, Sarcoidose, entre outras.


3. Qual é a diferença entre doenças autoimunes e doenças reumatológicas?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Dentro da reumatologia tratamos diversas patologias. Dentre elas, as relacionadas a distúrbios imunológicos. Reiterando o que já expliquei, doenças autoimunes são um grupo de doenças distintas que têm como origem o fato do sistema imunológico passar a produzir anticorpos contra componentes/antígenos do nosso próprio organismo. Mas também tratamos doenças degenerativas, como Osteoartrite, Gota, Artrite Microcristalina... e dores crônicas como Fibromialgia e Síndrome Miofascial.


4. Muitos se perguntam se a Covid-19 pode estar relacionada ao surgimento de doenças autoimunes, existe algum estudo que comprove a relação?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Esta perguntinha eu me comprometo a responder em outro momento. Penso que vale um post a parte!


5. O fator psicológico pode estar relacionado ao surgimento de doenças autoimunes?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Sim. Para quem tem predisposição genética, o estresse pode ser o “gatilho” dessas doenças, além de agravar os quadros já existentes. Para que o corpo se adapte aos estímulos ameaçadores que o estresse causa, o cérebro passa a provocar reações que vão ativar a produção de hormônios, como o cortisol e a adrenalina e uma consequente cascata de citocinas, interleucinas e substâncias inflamatórias que estão envolvidas na fisiopatogenia de várias doenças autoimunes e/ou inflamatórias


6. Tem como saber ou prever o surgimento de doenças autoimunes?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Não. Ainda que saibamos que há envolvimento genético, o fato de ter um familiar com doença autoimune não significa que mais pessoas na mesma família também terão a mesma doença. Sabemos hoje em dia que bons hábitos como boa alimentação, qualidade do sono, controle de peso, atividade física e não ter vícios lícitos ou ilícitos são ótimas estratégias para controle inflamatório.


7. Quais os principais sintomas das doenças autoimunes?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Tudo depende do tipo de doença. De forma genérica: fadiga, mal-estar geral, perda ou ganho de peso, perda de cabelos, boca ou olhos secos, dor/ardência ocular, lesões de pele, sensibilidade da pele ao sol, dor articular, edema articular, fraqueza muscular, úlceras/aftas orais ou em regiões íntimas, distúrbios gastrointestinais, entre outras.


8. Quando eu devo procurar um médico e principalmente, qual médico procurar?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Sempre que observar que algo não está bem com o seu corpo. Uma dor que não existia, perda poderal, perda de cabelos, mudanças em hábitos fisiológicos, como diarreia ou constipação, falta de ar, lesões de pele, fadiga, entre outros. Você vai procurar o especialista conforme o órgão alterado. Exemplo: lesões de pele, procure o Dermatologista e se ele achar que tem envolvimento sistêmico sugestivo de Lúpus ou Artrite Psoriásica, por exemplo, vai orientar procurar um Reumatologista. Se tiveres dores abdominais, procure o Gastroenterologista ou Proctologista.


9. Doenças autoimunes tem cura?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): Não falamos em cura e sim em remissão. Remissão é quando a doença “dorme”. E esse estado de inatividade da doença autoimune, sob controle e vigilância do profissional de saúde, pode durar por muitos anos ou até mesmo toda a vida.


10. Hoje, as infusões de imunobiológicos são uma excelente opção para o tratamento de determinadas doenças autoimunes. O que exatamente são imunobiológicos e porque eles têm se mostrado tão eficazes?

Dra. Bárbara Mendes, Reumatologista (CRM 32934 - RQE 27794): A terapia biológica é um grande avanço no tratamento de doenças autoimunes. São medicamentos produzidos a partir de organismos vivos, como células e bactérias através de engenharia genética. Em muitos casos, eles têm capacidade de aumentar a resposta imune do corpo (exemplo são os novos tratamentos contra alguns tipos de neoplasias). Em outros casos, como nas doenças reumatológicas autoimunes, eles bloqueiam e neutralizam alvos específicos de um processo inflamatório, o que os faz mais eficazes no tratamento de doenças de moderada a alta atividade não responsivos aos tratamentos orais convencionais. Os Imunobiológicos são administrados via endovenosa ou subcutânea.